01 Abril 2022
A Desflorestação

“As florestas são importantes por dois motivos – Um é o carbono que está preso nas florestas e que é libertado quando estas são derrubadas. O outro é o carbono que as árvores absorvem do ar anualmente – mitigando assim algumas das nossas emissões.”(Julia Jones – Distinguished Professor and Program Head for Geography)

Perder florestas, também pode significar a perda da biodiversidade existente numa floresta. A desflorestação afeta diretamente a vida de cerca de 1,6 mil milhões de pessoas (fonte: Comissão Europeia, 2019) cuja subsistência depende das florestas. Para inúmeras populações, as florestas são uma fonte de alimentação, de acesso a água potável e/ou combustível.

O desflorestamento é um dos maiores desafios ambientais e ao longo dos anos tem sido objeto de estudo de diversas organizações que tentam encontrar e desenvolver soluções que minimizem a sua propagação.  As principais causas que contribuem para este fenómeno são o desenvolvimento industrial e urbano, o crescimento turístico, mas também o aumento da superfície cultivada, e construção de infraestruturas.

Em Portugal muito devido aos incêndios a que assistimos todos os anos, as áreas florestais são cada vez menores. Existem, no entanto, algumas formas de minimizar esta realidade, nomeadamente, prevenir os incêndios, promover a reflorestação, reabilitar as áreas florestais degradadas e recorrer à reciclagem.

Para combater esta realidade a nossa participada, BioGreenWoods (BGW), pretende ser pioneira em processos de aproveitamento de 100% do potencial de uma floresta.

Através da utilização de excedentes florestais e aproveitando na íntegra todos os gases resultantes do processo de carbonização, a BGW aposta na produção inovadora de subprodutos (alcatrão vegetal e extrato pirolenhoso) e dos gases não condensáveis como energia.

Leia mais informação sobre desflorestação em:

https://www.wri.org/insights/2021-must-be-turning-point-forests-2020-data-shows-us-why